quinta-feira, 25 de novembro de 2010

India investe em centro de combate ao crime digital

O Central Bureau of Investigation (CBI) da Índia está se associando ao National Association of Software and Service Companies (NASSCOM) para criar um centro de combate ao cibercrime.

Na segunda-feira desta semana, foi assinado um documento de entendimento que estabelece que o CBI trabalhará com as agências das forças da lei indianas e com a indústria para estabelecer um centro de treinamento e investigação de alta tecnologia para combater o cibercrime.

Esse centro será usado como uma plataforma para expandir a cooperação entre as forças da lei e o setor privado no compatilhamento de informações sobre ameaças emergentes, tecnologias, padrões de segurança, melhores práticas, novos desafios do cibercrime e melhorias nas investigações dos crimes digitais e da computação forense.

O diretor da CBI Shri Ashwani Kumar disse que espera que a agência converta alguns processos judiciais em “e-courts” dedicadas exclusivamente para lidar com casos de crimes digitais. A agência também está providenciando laptops e celulares para todos os seus investigadores e promotores de justiça, bem como treinamento em computação.

Kuwar disse que o CBI também está trabalhando com a Interpol para oferecer aos agentes do CBI treinamentos em investigação e melhores práticas para lidar com cibercrime.


fonte: Infosecurity-us.com

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

TechBiz Forense no Diário do Comércio (MG)

Soraya Castilho, CFO do Grupo TechBiz, fala sobre as expectativas de crescimento da TechBiz Forense Digital ao jornal mineiro Diário do Comércio.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Cibercrimes afetam mais de dois terços dos usuários da internet

Da próxima vez em que navegar pela internet considere o seguinte: você deve estar a apenas um clique de se tornar a próxima vítma do cibercrime. Um estudo divulgado pela Norton, fabricante de software de segurança, revela a surpreendente prevalência do cibercrime: dois terços (65%) de todos os usuários globais da internet já foram vítimas do cibercrime, incluindo fraudes on-line no cartão de crédito, roubo de identidade e vírus de computador.

O relatório da Norton “O Impacto Humano” é o primeiro estudo que examina os efeitos emocionais dessas infrações e mostra que a reação mais forte das vítimas é a raiva (58%), aborrecimento (51%) e sentimento de traição (40%). Muitas culpam a si mesmas por terem sido atacadas. Apenas 3% não pensam que isso pode ocorrer com elas e quase 80% não esperam que os criminosos sejam levados à Justiça.

Apesar das consequências emocionais, das ameaças universais e da grande incidência dos cibercrimes, as pessoas continuam não mudando o seu comportamento – com apenas metade dizendo que poderia mudar o comportamento se fossem vítimas. O mais pertubador é que menos da metade (44%) reportou os crimes para a polícia.

A resolução de um crime virtual pode ser bem frustrante. De acordo com o relatório, o processo leva uma média de 28 dias. Vinte e oito por centro dos entrevistados dizem que o maior desafio em lidar com esse tipo de crime é o tempo necessário para resolvê-lo.


Algumas ações simples podem proteger as pessoas, de acordo com o relatório. “As pessoas resistem em se proteger e em proteger os seus computadores porque acham que é muito complicado”, diz Anne Collier, coodiretora do ConnectSafely.org e editora do NetFamilyNews.org, que colaborou com a Norton no estudo. “Mas, todo mundo pode adotar passos simples, como ter um software de segurança atualizado”, completa.


Fonte: Companies.mybroadband.co.za
By: Computer Crime Research Center

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Estados Unidos contabiliza 922 cibercrimes por dia

Fonte: Computer Crime Research Center


O governo norte-americano declarou Guerra ao cibercrime em um esforço de combater o aumento dos prejuízos econômicos ao país. De acordo com o Pentágono, 922 cibercrimes são cometidos todos os dias nos EUA, número que dobrou entre 2008 e 2009. No final de outubro o "United States Cyber Command" ou "USCybercom, criado em abril de 2010, atingiu sua capacidade operacional plena. O comando está preparado para conduzir operações militares no ciberespaço, além de planejar, coordenar, integrar e conduzir atividades que envolvam as redes de informação do Departamento de Defesa norte-americano.

Hacker condenado nos EUA

Fonte: Computer Crime & Intellectual Property Section
United States Department of Justice



Mitchell L. Frost, 23 anos, foi condenado pela corte de Ohio (EUA) a 30 meses de prisão, seguidos de três anos de liberdade condicional, além de ser obrigado a restituir US$ 40 mil ao site Bill O’Reilly.com, US$ 10 mil à Universidade de Akron e US$ 200 para o Fundo das Vítimas de Crimes.

Frost admitiu no Tribunal que, quando ainda era estudante da Universidade Akron, entre Agosto de 2006 e Março de 2007, utilizou a rede de computadores da escola para acessar canais IRC na Internet e controlar outros computadores e redes. Ele espalhou códigos maliciosos, adquirindo assim dados das máquinas infectadas, como usernames, senhas, números de cartões de crédito e códigos de segurança.

Nessa época, o estudante iniciou numerosos ataques DDoS a vários sites incluindo www.joinrudy2008.com, www.billoreilly.com e www.anncoulter.com, entre outros, interrompendo temporariamente a operação dos sites. A página da própria University of Akron ficou fora do ar por aproximadamente oito horas e meia, resultando em um prejuízo de US$ 10 mil.

Nem a Igreja escapa dos cibercriminosos

Fonte: Computer Crime Research Center

Nos Estados Unidos, a polícia está investigando como US$ 121 mil foram eletronicamente roubados de uma paróquia na arquidiocese de Milwaukee. A vítima de vários saques não autorizados foi a conta bancária da paróquia St. John Vianney em Brookfield. Nenhum religioso ou caixa bancário é suspeito do desvio. Vários bancos do país, incluindo um na Califórnia, já recuperaram US$ 84 mil do fundo paroquial, dinheiro que estava distribuído em contas bancárias válidas de várias pessoas.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Site do Prêmio Nobel foi afetado por cibercriminosos

Notícia publicada no itWeb por Anna Malatesta


O website oficial do Prêmio Nobel da Paz foi invadido por cibercriminosos e usado para a exploração de uma vulnerabilidade do tipo “Zero-Day” no navegador Mozilla Firefox. O problema causava um “drive-by download”, recurso que baixa automaticamente um arquivo malicioso executado sem o conhecimento de quem acessa o domínio. O site foi comprometido por um script malicioso de PHP denominado JS_NINDYA.A, responsável pelo download do backdoor BKDR_NINDYA.A. Este arquivo envia vários comandos ao computador afetado que, entre outras funções, desativam o sistema e excluem todos os arquivos da vítima.
A falha em questão foi direcionada ao Firefox 3.6. O Firefox 4 beta e os Windows Vista, 7, Server 2008 e Server 2008 R2 não foram afetadas pelo problema. De qualquer maneira, no momento o site do Prêmio já está livre da ameaça.

Inscrições abertas para a CEIC 2011

Os interessados em participar da maior conferência sobre investigação digital, a CEIC, que acontece entre os dias 15 e 18 de Maio de 2011 em Orlando, já podem acessar o site http://www.ceicconference.com e se inscrever. Até o dia 31/12, a taxa de inscrição é de US$ 795, o que dá acesso às conferências com os melhores profissionais das áreas de Computação Forense, cibersegurança, E-Disclosure, investigações internas, resposta a incidentes, políticas de conformidade e muito mais. Além das palestras, os participantes têm acesso ao pavilhão de exibição onde as últimas tecnologias da área de investigação digital podem ser vistas.